sábado, 31 de dezembro de 2011

2 0 1 1 - 2 0 1 2

Em Fevereiro do ano que hoje termina iniciei êste blog,escrevi 93 artigos que tiveram 4.962 visualizações. Isto demonstra que os Alvaladenses residentes e ausentes se interessam pela sua terra,abordei temas da história de Alvalade nos ultimos 80 anos,alguns temas generalistas,como a aprovação do Fado a Património da Humanidade e a inauguração do Bar Algazarra.Como vice Presidente da Casa do Povo dei informações das suas atividades sociais e do Lar de Idosos que brevemente começará a ser construido,Espero que me seja possivel continuar no próximo ano.
Para todos os amigos que se interessaram pelo Blog,os que gostaram e aplaudiram e os que não gostaram e criticaram felizmente poucos,os meus sinceros agradecimentos. As criticas construtivas considero úteis, Para todos desejo sinceramente FELIZ ANO DE 2012.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

LAR DE IDOSOS DE ALVALADE 2

No dia 23 tivemos o prazer de informar os nossos leitores do ato de adjudicação ao empreiteiro do futuro Lar de Idosos que a nossa Casa do Povo mandou construir ,com apoio do POPH que comparticipa com 60% num custo de 2.100.000 euros,ficando o restantes 40%,cerca de 840.000 euros a cargo da Casa do Povo,isto não considerando os trabalhos a mais e revisão de preços habituais nas obras.Esta novidade foi uma espécie de prenda de Natal,hoje como prenda do Novo Ano,vamos dar pormenores desta importante obra:
A área bruta terá 3.194 m2,a área útil  com 2.403 m2.
Terá 40 quartos,sendo 20 individuais e 20 com 2 camas,todos os quartos com casas de banhos,no total terá 60 camas.Os quartos serão edificados nas alas laterais. No Centro ficarão  serviços de apoio,Cozinha  e Despensa.
Frigorificos e Refeitório.Salas para atividades ocupacionais e convivio,Gabinetes técnicos para médico e enfermeiras.No total serão 50 casa de banho nos quartos e serviços.
A parte administrativa terá vários Gabinetes destinados á Direção,Coordenadoras Técnicas,Escritórios e Recepção.
O edifício será de um só piso,evitando elevadores ou rampas e facilitando a mobilidade aos utentes. A cave com área de cerca de 2.000 m2,terá acesso pelas traseiras e servirá para arquivo,arrumos e Garagem para as várias Viaturas em uso nas Valências.
Na frente terá áreas verdes,ajardinadas,árvores para que haja sombras,e Bancos de jardim para utilização dos utentes.
A primeira grande Obra no inicio do Sec. XXI,em Alvalade foi o Centro de Dia e o 2º grande melhoramento será o Lar de Idosos,iniciativas da Casa do Povo,instituição que deve merecer o carinho e apoio de todos os Alvaladenses residentes ou ausentes.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

VEDETAS DA NOSSA MUSICA

A principal função deste blog são os assuntos de Alvalade,mas Alvalade é Portugal e como amante da musica o Viver Alvalade não pode ignorar quando um português se distingue internacionalmente,isto para vos dizer que assisti ontem na TVE (Televisão Espanhola)á eleição através dos votos do publico, do melhor disco do ano de 2011.Foi eleito por larga maioria,o disco da grande revelação do ano  Paulo Alberan que fez dueto com a nossa jovem fadista CARMINHO,que atuou no programa,onde todos os 10 finalistas eram de grande qualidade.Depois da eleição do FADO como Património Imaterial da Humanidade,da constante atuação de Ana Moura,Marisa,Aurea e muitos outros por vários paises de todos os continentes,foi agora a vez de Carminho atingir o ponto mais alto da sua curta carreira.Evidentemente que não cantou fado,mas canções romanticas que levaram o seu parceiro Alberan ao primeiro lugar entre as grandes vedetas da musica espanhola.
Parabéns Carminho.

domingo, 25 de dezembro de 2011

AUREA-uma artista Alvaladense



Alvalade orgulha-se que a revelação musical de 2011 tenha nascido na nossa vila,apesar ela diga que é natural de Santiago do Cacém,sede do concelho,nada tem de se envergonhar de ser Alvaladense,seus antepassados,pais e avós,da minha geração,são gente simples,mas trabalhadora e honrada,como ex-comerciante,posso atestar que os Guerreiro e os Raminhos,são "Boa Gente",como de diz aqui no Alentejo,ainda muito jovem foram residir para Silves e dai a menina muito inteligente tentar carreira no Teatro,para depois e muito bem ,seguir a carreira musical com o êxito que hoje se conhece. Há pessoas que por patriotismo,dizem que devia cantar em Português,não concordo,porque se a sua voz se adapta ás canções anglo-saxónicas,que com a letra traduzida para Português seria muito dificil ter êxito,acho bem que tivesse seguido êsse rumo.
Com o 1º CD ter sido disco de Platina e editado em Taiwan e na Hungria já é uma artista internacional com potencionalidades para levar o nome do nosso querido Portugal a todo o Mundo,e bem precisamos.Na passagem do Ano 2011/2012 ira atuar na praia dos Pecadores na cosmopolita Albufeira,onde certamente irão estar milhares de portugueses e estrangeiros. Muito bem AUREA,continua com determinação a bela carreira que em boa hora escolheste.
Quando escrevi o Blog Alvalade e seus valores abordei principalmente as Artes nas areas da Literatura,poesia e Pintura,por isso hoje dedico á musica,não esquecendo que o João Sobral também tem êxito em Lisboa como Fadista,indo atuar dia 7 de Janeiro no Teatro São Luis,em Lisboa,ao lado de grandes nomes da nossa expressão artistica,hoje Património Imaterial da Humanidade. Na area da musica há lugar para todos os que representam a nossa cultura. ..

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

LAR DE IDOSOS EM ALVALADE

Vai finalmente iniciar-se a construção do Lar com 60 camas,tão necessario para os nossos idosos que a vida atirou para a solidão e isolamento. O Centro de Dia e o apoio domiciliario,tambem iniciativas da Casa do Povo,vieram dar uma importante ajuda,mas o Lar é indispensavel. Durante o ano de 2011,que vai terminar,a Casa do Povo procedeu com toda a urgencia possivel á implementação necessaria,projetos,aprovações,concurso publico,apreciação das 14 propostas recebidas,havendo atraso pelo motivo da proposta escolhida em 1º lugar pertencia a uma empresa construtora que entrou em insolvência,de acordo com a Lei,atribui-se a obra á empresa classificada em 2º lugar,tudo com a aprovação da entidade estatal que orienta o programa POPH que dá só 60%,a obra custará mais de 2 milhões de euros,ficará a n/cargo 40%
A data de 19 de Dezembro de 2011 ficará na História da nossa vila porque foi o dia da assinatura do contrato com a firma Teixeira,Pinto & Soares,de Amarante que esteve representada pelo sócio gerente Eng. Soares,pela Casa do Povo assinaram os dirigentes Luis Martins Silva,José Raposo Nobre e Manuel Domingos Pereira,o praso para a conclusão da obra é de 18 meses.,já tendo sido colocada uma placa da empresa no local da Obra,onde se fizeram os Mercados mensais nos ultimos anos. A Junta de Freguesia já está a preparar o novo Mercado,na Estrada da ECA.
Para todos os alvaladenses,moradores e ausentes,e para os incrédulos que duvidavam,esta é uma grande noticia,não nos admiramos que houvessem duvidas,justificadas pela falta que este equipamento fazia.
A Casa do Povo se devem quási todas as obras sociais da vila,Centro de Dia iniciado na sede em condições precárias,construção do edificio do Centro,um dos melhores do Alentejo,implementação do Apoio Domiciliário,receção e distribuição dos bens do Banco Alimentar contra a fome,não negando alimentação e outros apoios a quem necessita.
Também de salientar a Creche Infantário O Comboio,onde cerca de 50 crianças são recebidas,e a Loja Social onde são distribuidas roupas e calçado a quem necessita. O nosso lema é fazer bem,sem olhar a quem...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

NOVO BAR EM ALVALADE

Hoje 21 de Dezembro de 2011 foi inaugurado em Alvalade na Rua 23 de Agosto(Rua  do Posto)um magnifico espaço de entretenimento e diversão para a Juventude local e dos arredores,construido com bom gosto e belos equipamentos e cuja falta se fazia sentir,com este  Bar os jovens alvaladenses não terão necessidade de se deslocar a outros locais para usufruirem momentos de lazer e convivio. Temos esperança que a sua frequencia seja a melhor possivel,confiamos inteiramente nos principais promotores e gerentes,José Pacheco e João Pedro Fernandes que ao fim de meses de trabalho intenso e dedicado ,que tambem contou com a colaboração familiares e amigos. Fazemos votos para que esta feliz iniciativa tenha o maior êxito,se isso acontecer irão avançar para o aproveitamento do terraço do edificio,o melhor miradouro de Alvalade,donde se desfruta a bela Varzea do Rio Sado com o viaduto dos C/ferro,onde nas noites de Verão
será um ótimo local para tomar uma bebida em ambiente fresco e a musica a animar.
Força rapazes que sejam felizes dando felicidade a todois os amigos que irão frequentar este local de eleição.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Para Alvalade com amor

Está á venda no Centro de Dia,Papelaria Nobre e outros locais êste livro dedicado a Alvalade,cujo produto da venda reverte integralmente para ajudar a Casa do Povo de Alvalade a construir um Lar para Idosos,custa apenas 12,50 Euros.
A obra custará cerca de 2 milhões de euros,do poder central virão apenas 60% ,os restantes 40%,cerca de 800 mil euros ,serão emprestados pelo Crédito Agricola,que lógicamente cobra Juros. A população de Alvalade tem manifestado o grande apoio que a iniciativa merece,com produto de bailes,rifas,donativos,mas é necessario cada vez mais e a receita da venda do livro será boa ajuda. Poderá ser para uma prenda de Natal para os seus amigos.
Voltando ao livro lembramos que foi escrito por consagrados poetas,escritores,como Mário Carvalho,Milton Pacheco,Eduardo Olimpio,Augusto Deodato Guerreiro e muitos outros alvaladenses e ilustrado pelo conceituado pintor Antonio Saiote e Emilia Pereira,todos identiicados na obra que marcará uma época na nossa vila..
Quanto á Obra a construir no local onde hoje se realizam os  Mercados mensais, em terreno já cedido pela Camara Municipal,terá 60 camas,todos os requisitos modernos que a Lei muito bem exige,sera iniciada dentro de breves dias,e terá de estar concluida em 2013. O mercado de Dezembro que hoje teve lugar será o último no local,estando a Junta de Freguesia e a Camara a preparar o novo local do Mercado junto á Estrada da ECA. Ajudem  esta obra tão necessaria como urgente para muitos idosos que vivem num isolamento comovente.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O Cante Alentejano

Em homenagem ao Coral Alentejano do Centro de Dia da  Casa do Povo de Alvalade,misto,constituido por "jovens" a partir dos 70,o Viver Alvalade vai hoje abordar um tema de todo o Alentejo e do Pais,a candidatura do Cante Alentejano a Património Imaterial da Humanidade a apresentar á UNESCO. Segundo a Imprensa será o Dr. Rui Vieira Nery,Ex-ministro da Cultura e responsável pelo processo de candidatura do Fado,tão bem sucedido,a orientar a proposta que será apoiada pela Comissão de Turismo,Camaras Municipais e Juntas de Freguesia e todos os alentejanos. Na nossa Provincia há vários grupos que mantêm a tradição,Vidigueira,Mineiros de Aljustrel Ganhões de Castro Verde e muitos outros. A tradição foi um pouco quebrada com o surgimento dos Grupos Instrumentais,creio que iniciado pelo Grupo de Portel,com o grande êxito O Passarinho cantou,e seguido depois noutras regiões,como os nossos Amantes do Alentejo e Afluentes do Sado,voltando á tradição,conheci quando organizei,durante a Presidência da Camara,o Dia do Concelho de  Santiago de Cacem em Lisboa,na Casa do Alentejo,um Coral Alentejano,com sede na Amadora, que era constituido por Alentejanos residentes na Area de Lisboa,com qualidade acima da média,dois dos melhores eram naturais de Cercal do Alentejo.
O falecido musicologo italiano Michel Giacometti,falecido e sepultado em Peroguarda investigou profundamente as origens das tradições musicais alentejanas, o espólio creio ter sido entregue a RDP. Também o reporter da RDP-Faro Rafael Correia realizou centenas de reportagens em todo o Alentejo para o seu conhecido programa Um lugar ao Sul que ouvi todos os sabados pelas 8 Horas. Veio várias vezes a Alvalade e Ermidas,é bem conhecido do Manuel Guerreiro e do Manuel Borlinha.O trabalho destes investigadores serão elementos importantes para a proposta de candidatura.
Agora é esperar pelos resultados,estamos confiantes,um dia o Cante Alentejano será Património Imaterial da Humanidade,como o Fado,o Flamengo andaluz e o Tango Argentino.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Alvalade e seus valores

Ao receber um livro intitulado " As duas por três morremos",escrito por Santiago Barrigoto,pseudónimo dum Alvaladense ausente,creio que pertence a familias numerosas desta freguesia,Pereiras,Ritas e Henriques ,e da edição do Livro "Para Alvalade com Amor",onde escreveram dezenas de pessoas naturais,oriundos,ou residentes,julguei util distinguir alguns valores nacionais e internacionais ligados a esta freguesia, apenas com cerca de 2.500 habitante,mas de bons alentejanos.
Mario de Carvalho,um dos mais importantes escritores com obras traduzidas e editadas em vários paises,tambem autor 
Teatral de peças em representação por M Céu Guerra.
Augusto Deodato Guerreiro,poeta,escritor,professor universitário em Portugal e Espanha.
Eduardo Olimpio,poeta,escritor,colaborador em vários jornais e revistas,com vasta obra conhecida em todo o pais.
Antonio Saiote,consagrado Pintor,presente nas mais importantes Galerias nacionais
Milton Pacheco,formado em História de Arte,autor e colaborador em diversas obras na Universidade e Diocese de  Coimbra,um jovem com futuro brilhante.
Domingos Carvalho (já falecido) pai de Mario de Carvalho e autor de vários obras poeticas e de ficção dedicadas ao nosso Alentejo.
Emilia Pereira Dias,pintora e ilustradora de grandes méritos
Maria Dores Amado,com vasta Obra poetica publicada.
Na área da poesia,destacamos vários nomes que colaboraram em "Para Alvalade com Amor",Manuela Mestre,Maria Isabel Ferreira (mãe de Antonio Saiote),Maria Jacinta Botica e Maria Martins (Mariazinha)
Na Religião Católica,os Padres Hugo,Daniel e Atalivio,êste 
com a particularidade de abandonar o Magistério Primário para seguir a sua vocação.
Luis Pedro Ramos com o seu Alvalade.info tem divulgado a nossa freguesia e denunciado as nossas grandes  carências.
José do Rosário,autor do site Pica na Orelha.
Luis Martins da Silva,dedicou toda a sua vida ao apoio aos mais carenciados na Casa do Povo,Centro de Dia,Creche Jardim de Infância e em breve o Lar da 3ª Idade.Também o Alvalade Medieval muito lhe deve.
Rui Bento,internacional de futebol,jogou no Boavista,Benfica e Sporting e treina uma equipa da 1ª Divisão,Beira Mar.
Na politica Autarquica,tivemos um Presidente na Camara, Jose Raposo Nobre e como Vereadores,Drs. Padilha de Brito e José Bejinha e também Joaquim Gamito.
Muitos outros nomes se terão destacado,a todos a nossa gratidão.Não é possivel recordar todos.
Antes de terminar quero lembrar uma senhora,cujos ascendentes tiveram grande valor para Alvalade nas primeiras decadas do Sec.XX,já falecida,mas sempre presente na nossa memória, pela sua bondade e carinho 
como exercia a sua atividade,Maria Angela Oliveira Ataide, ao serviço dos Correios,dezenas de anos,em épocas que o analfabetismo imperava,dava sempre a sua ajuda com a melhor simpatia,a todos os que necessitavam dos serviços,como tantas vezes testemunhei.
Numa vila onde a toponimia tem tantos nomes sem qualquer justificação,porque se esquece quem tanto merece não ser esquecida ?

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Fado-Património Imaterial da Humanidade

Foi com natural emoção que ontem tivemos conhecimento que a UNESCO considerou o Fado Português património da Humanidade,conjuntamente com Mariachi,do México e depois do Tango argentino e do Flamengo sevilhano,nada mais justo.Para Alvalade também é importante por ter sempre mostrado apreço por esta expressão artistica tão popular.
Quando nos anos 60 e 70 do sec. 20,produzimos no Cinema Alvalade inesqueciveis espetaculos musicais sempre incluimos Fadistas e tivemos o gosto de apresentar em palco com a sala cheia,dos mais conhecidos artistas,dos vivos, recordamos,Maria da Fé (que ainda canta até que a voz lhe doa)Ada de Castro,Ana Hortense(criadora do Fadinho Serrano) ,Maria Armanda e tantos outros,dos já falecidos recordo com saudade Fernando Farinha (o miudo da Bica) e o famoso Tristão da Silva.Por  motivos óbvios não foi possivel trazer  Amália e Carlos do Carmo.As enchentes foram uma nitida demonstração do gosto dos Alvaladenses pelo Fado.As sessões organizadas pela Casa do Povo,nos ultimos tempos em prol do Lar de Idosos, que se vai iniciar em breve,também costumam encher a Sala,outra prova do gosto pelo Fado,Também temos entre nós excelentes amadores do Fado,Isabel Silvestre,José Rato,João Sobral,Fátima Santos,Maria Jorge,e das mais Jovens ,Sónia Silva,Silvana e Inês Silva.Tudo isto justifica que o Viver Alvalade não fique sem uma referência a tão importante acontecimento cultural para o nosso pais. Há dois anos,quando já se tinha iniciado o processo de candidatura tive o prazer de participar num Cruzeiro no navio Funchal com a Temática Fado,organizado pelo Museu do Fado,onde estiveram o autor do processo Dr. Rui Vieira Nery,Drª Sara Pereira,diretora do Museu,Carlos do Carmo e família,Cuca Roseta,Lina Rodrigues,Mário Pacheco,famoso guitarrista e outros artistas,foi uma semana muito agradável.houve Fado,palestras sobre o processo que agora terminou com êxito e passeios por Marrocos e Espanha. Mas antes de terminar quero também referir os Mexicanos cantores dos chapéus grandes,violas e jaquetas pretas,com as suas esporas nas botas,os Mariachis,agora também património imaterial da humanidade,e que os Alvaladenses muito admiravam em muitos filmes que exibi no Cinema Alvalade.Para o Fado e para os Mexicanos as maiores felicitações e desejos de grandes êxitos em todo o Mundo Cultural do Viver Alvalade.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Os Pastores de ovelhas

Entre as varias atividades dos trabalhadores rurais sempre tive especial admiração pelos Pastores.Na minha atividade comercial,contactei com eles e suas familias,nos anos 40 do sec.XX,como caixeiro,a partir dos anos 60 na M/loja como
comerciante.O seu trabalho era de 24 horas por dia,sempre junto do seu rebanho,suportando as agruras dos inverno e os calores do Verão,de 15 em 15 dias tinham umas horas para vir fazer a barba,vestir roupa,era assim que diziam,ver a familia e levar mantimentos,quando o pastoreio não era muito longe as esposas,ou companheiras,iam visita-los e levar coisas que tinham falta.Nos anos 40 auferiam um salario de 100 escudos mensais,quando na época o normal eram 500 ou 600 escudos,recebiam as chamadas comedorias que eram um porco gordo,anualmente,um saco de farinha,legumes,azeite e pouco mais por mês. Alem disto tinham direito a uma percentagem,creio que 10 por cento, dos borregos que as ovelhas pariam,a que chamavam "polvilhal" e que vendiam nas Feiras. Era com este rendimento que vinham ás lojas fazer as compras para toda a familia, de roupas e calçado.
Alguns,fazendo grandes economias,conseguiam juntar dinheiro para comprar uma pequena moradia para quando 
não pudessem trabalhar e amealhar para o futura,ao tempo só os empregados do Estado recebiam reformas.Voltando á atividade de Pastores,eram os cães os seus importantes auxiliares no dominio dos rebanhos,quando eram muitas
unidades tinham direito aos "ajudas" que eram crianças,
filhos ou não,que não frequentando a Escola, aprendiam uma profissão que um dia seria o seu "futuro". 
Quando nos deliciamos com um belo ensopado,ou uma perna de borrego assada no forno era bom que não esqueçamos o que é a luta diária daqueles que  dão o seu esforço para que o nosso Alentejo produza dos mais saborosos borregos do pais,embora hoje as condiçoes dos Pastores sejam melhores do que eram há 60 ou 70 anos.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Largo dos Cafés 2

No anterior artigo não citei todos os amigos,já falecidos,ou ainda presentes,mas,por lapso não citei dois que foram para mim bastante importantes,os Irmãos Gois,o Zé e o Chico,o Zé Gois era muito ativo nos nossos jogos de mesa,vivia intensamente a sua profissão na Associação de Regantes. O Chico falecido há poucos meses e o João Martins de Carvalho também foram dos amigos de todos os dias,êste ainda vive em Grandola,já em idade avançada.
Voltando ao Largo dos Cafés também recordo que sendo o centro da Vila também era aqui que na época das Ceifas os Lavradores vinham contratar os Ceifeiros oriundos do Algarve.
Para os nossos petiscos,que também era convivio,iamos sempre á Snrª Julia Ramusga que cozinhava as codornizes e outros produtos com um tempero que ainda hoje recordo com muita saudade. Em suma,o Largo dos Cafés,onde resido era o local da vila onde todos se dirigiam para os momentos de lazer,depois de um dia de trabalho.Hoje,com a evolução urbanistica,são outros os locais de convivio,como a Casa do Povo,com excelentes instalações.
Em breve junto ao Largo dos Cafés,irá abrir um local de reunião,graças á feliz iniciativa dum grupo de Jovens,que os seus objetivos sejam alcançados é o nosso desejo.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

O Largo dos Cafés

A morte recente do amigo Antonio Ilidio,trouxe á minha memória os Cafés de Alvalade nos anos 40,50 e 60 do Sec.passado. O Largo não consta na toponimia da vila porque é a continuidade da Rua 23 de Agosto (rua do Posto da GNR) que termina na rua Duque da Terceira.Na esquina da rua da Cruz,o Café Pereira,no largo o Café do Espanhol, depois do Zé Duque,e o Café do Chico,era nêste Café que o meu grupo se juntava todas as noites para jogar Damas,Poker e Dominó o Antonio Ilidio era um dos mais presentes,como eram o Morais,o Chico Guerreiro,o cabo Martins,Antonio Eduardo, o Armindo e quási sempre Tecnicos agricolas que viviam na Pensão Guerreiro e trabalhavam na Estação de Culturas Regadas,havia movimento em todos os Cafés,a noite era ativa nos jogos de cartas,a bisca ou a sueca também divertiam os seus praticantes,recordo o Zé Dias,o Padilha,o Luis Damaso e outros. O Largo,depois dos Café fecharem,servia,sobretudo nas quentes noites de Verão, para longas conversas,que por vezes eram interrompidas pela GNR,não porque houvesse barulho a incomodar quem dormisse,mas porque o regime fascista da época proibia que mais de 3 pessoas se juntassem na rua,na opinião deles podia ser uma "conspiração" contra o Governo. Recordando estas épocas,constato que estão vivos,eu,o Armindo e o Luis Damaso.Também recordo os irmãos Bica,há muito falecidos como tantos outros amigos, para todos desejo que repousem em Paz. A Vida é uma passagem,para uns mais durável,para outros mais rápida,no final todos temos o mesmo Destino.    

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Voltar a Alvalade

Depois de 15 dias de férias para tratamentos termais nas magnificas Termas de S.Pedro do Sul e no Grande Hotel Lisboa,aproveitando a organização do INATEL,com o apoio de várias entidades governamentais,voltamos a Alvalade Não sei se no proximo ano,com as imposições da Troika o INATEL continuará a apoiar os seniores no Turismo e Termalismo.
Ao chegar,verificamos que o comércio continua a sofrer a crise que afeta o pais,quando antigamente na epoca atual já havia o movimento da proximidade da época natalicia.Atraves do site Alvalade.info,grande dinamizador da nossa terra, tomamos conhecimento de importantes iniciativas turisticas em outras freguesias do concelho,cujo mérito não pomos em causa,apenas lamentamos que esta importante freguesia de Alvalade continue esquecida,tendo,como outras não têm, a vantagem das acessibilidades rodoviárias e ferroviarias,alem
dos seus valores históricos,foi concelho durante 316 anos, prova de que os nossos antepassados não ignoraram os valores desta região,também não pudemos esquecer que os romanos,tendo muito por onde escolher,aqui se instalaram há mais de 2.000 anos,alem de outros povos que deixaram os vestigios que têm sido encontrados.Temos as melhores condições e confiamos no futuro,apelamos aos jovens para que tomem iniciativas na agricultura,na industria,no turismo e no comércio, nas suas diversas vertentes, para que esta região se desenvolva como merece.Nos jovens, com novas ideias, está o futuro.

domingo, 9 de outubro de 2011

Faleceu um agricultor

Este blogue vai ser suspenso até final deste mês por motivo de férias para tratamentos termais no Norte do pais, mas hoje temos de citar,com desgosto a morte do
Francisco Banza,com formação académica na area da Agricultura foi um incansável produtor numa época em que o nosso pais,em crise,tem de importar muito mais do que produz,que o exemplo deste homem não seja esquecido.Toda  a sua vida foi dedicada ao trabalho agrícola,há poucos meses sofreu um grave acidente no exercicio da sua atividade que,talvez,motivasse a sua morte. A sua viuva,Mariana Banza que com grande força moral,tenacidade e inteligência tem ultrapassado os azares da vida,mais uma vez terá de ser forte e com o amor e apoio incondicional de seus filhos,prosseguir sem desfalecimentos a brilhante carreira que tem na sua frente,todos os amigos a irão apoiar,porque merece.

sábado, 1 de outubro de 2011

Dia Mundial do Idoso

Hoje 1º de Outubro é o Dia Mundial do Idoso e tambem da Musica. Como já atingi esse escalão etário sinto-me feliz e recomendo a todos os jovens que através da vida,sempre que possivel, defendam a saude e não tenham receio de chegar a "velhos". O nosso clima no Sul da Europa,ajuda a prolongar a vida,muitos reformados do Norte deste continente estão a escolher Portugal,na Costa alentejana e no Algarve para viverem melhor os ultimos anos. Os serviços sociais das IPSS,Instituições Particulares de Solariedade Social, que temos em Alvalade,orientada pela Casa do Povo,tal como existe em quási todos os concelhos do pais e freguesias,não esquecendo as Misericordias,dão importante contributo para ajuda aos idosos,não esquecendo os avanços da Medicina que hoje nos protege das doenças comuns aos idosos,como a Diabetes,Hipertensão,Reumatismo e outras,pena é que as doenças Cardiacas e Cancerosas sejam mais dificeis de evitar,sendo hoje também o Dia Mundial da Musica não podemos esquecer que a Musica também é uma boa terapia para que os idosos possam viver mais felizes,desde os que apreciam um belo concerto de Vivalldi ou Chopin aos que sentem a felicidade através das vozes fadistas da Carminho Marisa,Ana Moura,Camané e ainda do também quási idoso Carlos do Carmo. Não quero esquecer a nova vedeta da musica moderna e Alvaladense Aurea que dentro de dias vai atuar para os chineses de Taiwan. Foi uma coincidencia feliz juntar no mesmo Dia, a nível Mundial,os Idosos e a Musica,até porque a musica ´como o vinho do Porto,quanto mais velho melhor.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Faleceu um homem bom

Faleceu hoje um bom homem,quási com 90 anos,vivia sózinho na sua casa em Mimosa,onde tinha diariamente o apoio do Serviço domiciliário do Centro de Dia da Casa do Povo na alimentação,higiene pessoal e limpeza da casa,á noite uma pessoa contratada dava assistência.
Quando mais jovem no Monte onde vivia,Vale de Zebro,como apaixonado pelo Futebol,tinha um campo para onde convidava os amigos para jogos de solteiros e casados e no final uma almoçarada com borregos ou galinhas da exploração própria,participei em alguns. No Futebol Clube Alvaladense ,fizemos ambos parte duma direção,quando o clube disputou a 2ª divisão da A.F.de Setubal,com uma equipa dinamica,onde disputavamos jogos na zona norte do distrito,Alcochete,Samouco,Poceirão e outras,quando estas equipas vinham a Alvalade,com autocarros de apoiantes era sempre Domingo festivo.Nas referidas deslocações eram os nossos carros que levavam os  jogadores,os nossos almoços,quási sempre em Aguas de Moura pagavamos nós,mesmo sem cobrar a Gasolina ao clube que só pagava o almoço dos atletas.No regresso ou vitoriosos,ou derrotados,eram nós,dirigentes que gostosamente pagavamos uma merenda sempre abundante,assim o F.C.Alvaladense pode destacar-se
no Distrito de Setubal. O Francisco do Vale de Zebro foi sempre impecável dirigente e colaborador em prol do clube da sua terra.Como testemunha ativa aqui deixo a minha maior estima e gratidão para um Homem Bom que hoje desaparece do nosso convivio.Paz á sua Alma.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Os Alentejanos e Alvalade Medieval

Desde sempre os Alentejanos são as grandes "vitimas" do anedotário nacional,a sua calma,o tom melodico das suas canções,por sofrerem no Verão as temperaturas mais elevadas do pais,levou a que fôssem considerados os reis da perguiça,ainda há dias um jornal premiou a seguinte anedota:Dois compadres alentejanos estavam assentados,o vento soprava de norte,quando viram passar notas de 100 euros,diz um para o outro,compadri se o vento muda fiquemos ricos.
O que sempre vi,mesmo antes da mecanização da Lavoura foi um Povo laborioso,nunca voltando costas ao trabalho,mesmo com salários miseráveis,semear o trigo e o adubo,êste com consequências graves para a saúde,mondar,ceifar,trabalhar arduamente nas debulhaduras,guardar dia e noite os gados,vindo a casa uma vez por semana para ver a família e trocar de roupa,quando o Alentejo produzia os bens alimentares que hoje temos de importar quási na totalidade.
Nos anos 40 do sec XX N.S. de Fatima veio em procissão ao Alentejo,Alvalade cobriu as ruas de verduras e flores,como agora se faz em Redondo,ou Ermidas,tambem Alentejanos.
Vem esta introdução a propósito das Comemorações do Foral da Vila de Alvalade,êste ano o 501º. Toda a população se empenhou,dos mais jovens aos mais idosos para que a Festa tivesse um brilho que os milhares de visitantes e Feirantes a considerem a melhor Feira Medieval do Pais. Isto não são Alentejanos perguiçosos,são gente determinada e lutadora,como sempre os conheci,ja se pensa na festa dos 502º aniversário. Como se diz na giria:Alentejanos duma cana,mostrem que somos o povo da luta e trabalho

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Vila Nova de Milfontes

Este blogue está temporariamente parado porque as elevadas
temperaturas que Alvalade regista nesta época,até durante
a noite,desagradável sobretudo para os mais idosos,nos obriga
a procurar melhores temperaturas e Milfontes,apenas a 45 Km.
é um dos locais preferidos e o velhinho PC não tem condições
para a escrita que com tanto prazer dividimos com os amigos
que têm paciência de nos acompanhar.Para todos boas férias
onde as possam viver.

terça-feira, 12 de julho de 2011

CINEMA-O FILME DA MINHA VIDA

Desde muito jovem que gosto de Cinema. Iniciei a atividade comercial em Sines,onde o Cinema Vasco da Gama exibia sempre os mais recentes e melhores filmes. No Verão em sessões diárias, no Inverno em três sessões semanais. Sempre que podia não faltava. Quando nos anos 40 vim para Alvalade apenas os
ambulantes nos davam êsse prazer. Nos anos 50 Ermidas abriu
o Cinema. Juntamos um grupo que iamos a pé pelo caminho junto da linha férrea e voltavamos num comboio às 2,30 da madrugada,eram 8 Klm de alegre caminhada que hoje se pratica por desporto. Nos anos 60 o amigo Antonio Eduardo construiu o Cinema Alvalade que 2 anos depois passei a explorar com o amigo Guerreiro. Esta introdução serve para lhes falar do filme da minha vida,são muitos que estão na minha memória,como E tudo o vento levou,ou Rebeca,o Monte dos
Vendavais,etc.,mas o que considero mais importante era ainda a preto e branco e chamava-se DO CEU CAIU UMA ESTRELA,o argumento contava a história vulgar dum homem de cerca de 50 anos que um dia desesperado com azares da vida disse "nunca devia ter nascido". Do céu veio um Anjo,feito homem,só visivel por êle, que mostrou o que teria acontecido se êle não tem nascido. Então vimos que aos 8 anos salvou de afogamento um grande amigo que caira num lago,que na juventude salvou uma velhinha de ser atropelada e que a mulher com quem casou era uma infeliz solteirona sem qualquer gosto na vida. No final o Anjo voltou ao Céu com a promessa que êle nunca mais pronunciava tal frase. Realmente se cada um de nós pensar no que fizemos,ou que nos aconteceu durante a vida,chegamos à conclusão que vale sempre a pena viver.

domingo, 3 de julho de 2011

FERIAS

Entramos num dos meses do ano mais aproveitados para as nossas ferias,razão porque este blogue sofrerá algumas interrupções. 
A grande maioria dos alentejanos,castigados pelos intensos calores da região,preferem as praias,Alvalade,pela sua posição geográfica,tem a vantagem de acesso a algumas das melhores
praias do pais,no Litoral Alentejano,a pouco mais de meia hora de viagem por estrada, em boas condições,para o Cercal do Alentejo e dali escolher,Milfontes,Malhão,Porto Covo,S.Torpes Morgavel,Almograve ou Zambujeira do Mar,com os altos preços dos combustiveis,o custo do aluguer de casa nas praias e a crise económica,com o aviso de cortes nos subsidios,temos de pensar em soluções mais acessiveis,porque ficar sem férias não, depois de um ano de trabalho é impensável.
Para quem gosta de fazer praia fora do continente,conheço todos os arquipelagos menos distantes,como Baleares,Canárias Açores e Madeira. A Ilha que está mais perto,Porto Santo,tem uma das mais belas praias do Mundo,com cerca de 8 Klm de extensão e uma fina areia avermelhada,a agua com temperatura agradável. Até se pode ir para o Centro de Férias do Inatel, a
custos baixos.Maiorca,Gran Canária,Tenerife ou Lanzarote são boas praias,ou ainda as Ilhas de Cabo Verde,mas em tempos de poupança a cerca de 1 hora de avião o Porto Santo oferece férias inesquecíveis,tal como a nossa Costa Alentejana aqui tão perto de casa.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Alvaladenses ilustres

Acabo de receber do poeta Alvaladense Eduardo Olimpio o Magnifico livro de poemas Enlouqueço Amanhã,obra que
distingue um dos melhores poetas da atualidade com uma
vasta obra publicada e colaboração em jornais e revistas,não esquecendo os livros dedicados as crianças e á terra que o
viu nascer,Alvalade,onde frequentou o ensino primario.
Quero tambem destacar o escritor Mario de Carvalho que
não nasceu em Alvalade mas tem aqui as suas origens
maternas e paternas,as conceituadas familias Fradinho
e Martins de Carvalho,escritor com importante obra já
distinguida pelos premios conquistados,nacionais  e
internacionais.
Na area musical também se distingue em grande plano
nos mais importantes concertos a cantora AUREA,nascida
em Alvalade
No futebol teve grande projeção o Rui Bento por ter sido
internacional e jogado em equipas como o Boavista,Benfica
e Sporting,sendo hoje treinador no Beira Mar,da 1ª divisão
seus pais e avós também são Alvaladenses.
No momento em que se prepara o encontro dos naturais
de Alvalade ausentes,é importante que se chame atenção
para os que mais se destacam a nivel nacional e internacional.

sábado, 25 de junho de 2011

Cinema Alvalade na época de ouro

Nos anos de grande atividade do Cinema Alvalade,de que falei em artigo anterior, há pormenores a recordar. Hoje vou citar um artista setubalense,descoberto pelo Agente artistico que
contratava os artistas nacionais que aqui atuaram,chama-se 
Chico Jorge,cantava muito bem, estilo Clemente,que também
veio algumas vezes,exibia-se com muito á vontade e alegria
mesmo perante as grandes vedetas da época,Antonio Calvário,
Marco Paulo,Tristão da Silva,o Chico conquistou tanta simpatia e agrado que o publico passou a exigir a sua presença,até que num espetaculo o meu Agente trouxe de Setubal os pais que nunca tinham visto o filho atuar,eram pessoas humildades,tive
a ideia de os chamar ao palco para que as centenas de alvaladenses que enchiam a sala os conhecessem,foi um momento que não esqueci,com lágrimas de emoção em muitos dos admiradores dum artista em ascenção,continuou a exibir-se na  area de Setubal mas por várias razóes nunca atingiu o estrelato que outros menos dotados conseguem,mas é mesmo assim a vida artistica,quantas vozes desaparecem por falta de apoios,ou espirito de aventura,o Clemente,ou mesmo o Toy não desmontravam mais qualidades.
Outros momentos inesquéciveis foram as atuações do Professor
Ferrery,hipnotizador,como nunca vi melhor,mesmo na TVE que em anos passados todas as semanas tinha programas de hipnotismo. Conseguia coisas inacreditaveis,chama ao palco 10 ou 12 jovens,fazia um teste rápido e escolhia 4 ou 5  que hipnotizados faziam tudo o ordenava. Por estar dentro do espetaculo como empresário e apresentador posso afirmar que não havia qualquer combinação,até pelas muitas conversas que tive com o Prof,que donde veio,Lourenço Marques,era muitas vezes chamado aos hospitais para hipnotizar doentes em cirurgia que não podiam ser anestisiados pelos sistemas normais. Das muitas vezes que aqui se exibiu sempre a sala enchia dias antes dos espetaculos. São momentos que algumas pessoas de Alvalade que colaboraram se devem recordar,não devo aqui referir os seus nomes,foram algumas "vitimas"
Dos filmes que exibi cito apenas alguns que ainda hoje há pessoas que falam,Filhos de Ninguém e Anjo Branco que contam a mesma história italiana que decorre nas minas dos mármores de Carrara,com o ator Amadeo Nazari,Também
quero lembrar A Noiva,cuja canção ainda hoje o Trio Odemira canta nos vários paises onde se exibe. O original cantava Antonio Prieto,protagonista do filme que aqui foi exibido muitas vezes,tal como os antes citados,sempre com lotação esgotada. Houveram mais de que um dia recordarei.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Alvalade e a ligação Lisboa-Algarve

A freguesia de Alvalade é muito importante para os viajantes que
utilizam a IP-1 nas deslocações entre Lisboa e o Algarve,o sitio
Mimosa,desta freguesia que todos os automobilistas e utentes de
Expressos bem conhecem está precisamente a meio do caminho,
sendo o local ideal para fazer a necessária pausa na condução,há
vários restaurantes e bares,alguns com estacionamento coberto,
bom serviço e preços bastante acessiveis nesta epoca de
crise. Esta freguesia que durante centenas de anos foi
concelho que as Guerras Liberais do inicio do Sec.XIXprovo-
caram a sua descida hierárquica para simples freguesia é
vila Medieval que todos os anos em meados de Setembro
realiza a sua Feira já bem conhecida dos milhares de visitantes que aqui acorrem,também é uma referência
importante para todos os que utilizam a melhor ligação para as Férias Algarvias,sem portagens e os elevados custos das
areas de serviço. Aos que quiserem visitar a vila encontram uma Igreja com lindo altar em talha dourada,situada num miradouro donde se pode apreciar um Ponte Romana e as belas Varzeas dos Rios Sado e Campilhas. E uma das vilas do Alentejo com melhores jardins e espaços verdes e só a
2 Klm da Mimosa. Venham com tempo,almocem na Mimosa
e visitem-nos. Os Alvaladenses agradecem.

sábado, 28 de maio de 2011

O ano em que eu nasci

O ano em que nascemos tem sempre uma mistica especial. Hoje 28 de Maio,ao ouvir rádio como todas as manhãs,tomei conhecimento de coisas importantes que aconteceram no ano em que nasci. Negativo foi a posse de Salazar na pasta das Finanças que poucos anos depois,como 1º ministro iniciar a Ditadura que o nosso 25 de Abril derrubou. Positivo foi o invento da Penicilina por Fleming que durante a Grande Guerra 39/45 e ainda hoje salva tantas vidas,um dos melhores inventos do Sec XX,mas o outro  muito popular foi a criação do Rato Mikey,por Disney que tem divertido tantas gerações. A propósito de Walter Disney recordo sempre um filme que vi há muitos anos "Musica Maestro" que conta a história de 2 chapéus expostos na montra duma chapelaria,um rico,cheio de plumas,duma beleza só para senhoras endinheiradas,o outro modesto,muito simples,barato,ao alcance de qualquer bolsa,foram vendidos e cada um seguiu o caminho que lhes foi destinado,um nos grandes salões em cabeça famosa,o outro numa pobre rapariga do povo. No final os ditos estão juntos na mesma lixeira,o que prova que no fim da vida todos somos iguais. História contada por imagens maravilhosas e um fundo musical encantador,como só o génio imortal de Disney produzia. 

sexta-feira, 27 de maio de 2011

As ruinas do Cinema Alvalade

  • No Alvalade.info o Luis Ramos tem feito vários comentarios,positivos,da incrivel situação da Sala de espetaculos que durante 15 anos foi o orgulho de todos os bons alvaladenses. Várias pessoas têm comentado, sempre a lamentar o estado que o local chegou.
  • Como Empresario durante 16 anos procurei exibir os filmes do agrado de todos,julgo que
  • consegui,nos espetaculos dei aos alvaladenses o prazer de ouvirem,ao vivo,os melhores artistas da epoca,na esplanada os bailes e o futsal animaram as quentes noites de Verão. Calculem amigos a emoção que sinto ao passar naquela rua e ver entrar os pombos pelas janelas já sem vidros e á noite os morcegos sairem para  as suas caçadas noturnas. Nada tenho contra os pombos e os morcegos,são seres vivos,mas penso que os alvaladenses merecem ter uma boa biblioteca num centro cultural há muito prometido,com sala para exibição de filmes e outras atividades artisticas e culturais. A Casa do povo faz o que pode,mas os meios financeiros são escassos.Há programas da União Europeia para êsses fins,a crise atual não justifica tudo e o problema do
  • ex-Cinema existe há largos anos. JRN

      segunda-feira, 23 de maio de 2011

      Da Literatura á 7ª arte,dos 8 aos 80

      Na m/infância a idade mínima para entrar na Escola oficial eram os 7 anos,mas aos 5 ou 6 os pais mandavam os filhos para escolas particulares,o que me aconteceu.Quando aos 7 anos entrei na 1ª classe,depois de aprender na Cartilha Maternal,de João de Deus,já sabia ler. Todos os dias lia o jornal O Seculo no Posto da GNR,onde meu pai era o Comandante e comecei a visitar o Padre Jorge,já enfermo,que me aconselhou e emprestou os livros de Julio Verne.Tomei o gosto da Leitura e li obras de Vitor Hugo,Hemingwai,Alexandre Dumas,Agatha Chistie(tenho a colecção completa),Conan Doyle que criou o famoso Sherlok Holmes (visitei em Londres o Museu da Baker Street,onde se vê a secretária,as lupas e outros acessórios que o famoso detetive e o seu ajudante Dr. Watson estudavam os mais intrigantes mistérios. Dos portugueses li Ferreira de Castro (tenho a colecção de todas as obras)Eça de Queiroz,Manuel da Fonseca,com quem convivi quando estive na Camara,Mario de Carvalho,cujas origens são alvaladenses,além de tantos outros . Mas volto a Julio Verne,o celebre visionário francês que previu muitas das inovações  e avanços tecnológicos  que o Sec XX nos mostrou,mas um dos livros que então mais me impressionou foi A Viagem ao Centro da Terra,odisseia que ainda não se concretizou,mas aos 8 anos ao ler esta fantástica aventura criei imagens que não esqueci. Tive agora depois dos 80 anos oportunidade ver  um filme que conta essa história,realizado por Australianos e Americanos,com filmagens na Nova Zelândia,onde através da cratera dum vulcão extinto 5 aventureiros vão ao centro da terra, com imagens maravilhosas que correspondem ao que ainda me lembro de idealisar na infância,agora penso como é possivel a nossa memoria se conservar dos 8 aos 80 num arquivo pessoal admirável.Julio Verne e toda a sua Magnífica obra escrita em meados do Sec. XIX continuam atuais e recomendam-se a todos os jovens que gostem de aventuras.

      quinta-feira, 19 de maio de 2011

      O Baile da Chita

      Nêste meu album de recordações vou hoje escrever sôbre o Baile do Vestido de Chita,mas antes,dizer algo sôbre êsse tecido. No regime Salazarista haviam produtos com preços tabelados,isto é,preços politicos,o Pão,indispensável à alimentação,custava 3 escudos e 30 centavos,nos tecidos  o
      pano cru para ceroulas,lençois,etc. custava 5 escudos e 50 centavos,a chita,com 60 cent. de largura
      custava 5 escudos e 10 centavos o metro e na ourela tinham fios verdes e vermelhos,era a roupa dos  pobres. Porém os desenhadores das fabricas criavam desenhos de alta qualidade,sendo os mais populares de bolinhas de várias côres em fundo branco e vice versa,fundos de côres e bolinhas brancas,vendiam-se muitas peças para vestidos,saias,blusas ou cortinados nas cozinhas e portas,quando não havia dinheiro para a madeira. Posto isto,vamos falar do Baile.
      Quando o Cinema Alvalade estava na moda com os belos filmes que exibia e os espetaculos Musicais ao vivo que traziam aqui os artistas mais populares da musica portuguesa,na esplanada organizava
      Bailes,sobretudo nos Santos Populares,além do Futsal a favor do Clube que fez sucesso. No Verão de 1963  resolvemos fazer o Baile do Vestido de Chita. Foi um êxito que hoje recordo,um dos melhores acordeonistas algarvios,10 concorrentes,um juri de que fiz parte,lindos vestidos de chita apresentados por belas moças da nossa terra desfilaram com visivel agrado das centenas  de pessoas que enchiam  o recinto,hoje abandonado . Pelos votos do juri duas concorrentes foram
      finalistas,Maria Antonia Martins,mais tarde esposa do falecido José Fialho,e Maria do Rosário Garcia,irmã do José Garcia. Ambos os vestidos eram lindos,como Presidente do Juri tive a função do desempate. Pela honestidade e rigor que sempre usei,dei o 1º lugar ao vestido da Maria do Rosário Garcia,porque mereceu pela elegância que exibiu e sobretudo porque a outra concorrente que também merecia ,era minha empregada de balcão e o vestido foi confecionado pela minha esposa. E foi assim o 1º Baile do Vestido de Chita em Alvalade naquele Verão de 1963.
      Hoje em idade já avançada tenho o prazer de ter contribuido e recordar,muitas coisas positivas nos campos da cultura,do recreio e do desporto. Um dia nêste blogue farei uma lista de atividades ao longo dêstes 80 anos para incentivo aos jovens de hoje. E é com prazer que vejo nêste momento alguns dêsses jovens em trabalho intensivo na adaptação do antigo Clube para local de diversão para a Juventude,a que como co-proprietário tenho dado todo o apoio e facilidades para que levem avante a feliz iniciativa

      sábado, 14 de maio de 2011

      Apoio Social

      Embora êste blogue se destine às recordações e memórias dos ultimos 80 anos,considero que nesta época de "crise" devo referir o Apoio Social prestado pela Casa do Povo.Após o 25 de Abril muitas Casas do Povo não resistiram à feliz evolução do pais,por conotação com o antigo regime,graças aos seus dirigentes,como o Tio
      Canilho,Manuel Mestre,Manuel Direitinho e tantos outros,e com a chegada do Luis Silva esta Casa do Povo continuou a sua atividade recreativa e cultural. Entrou no campo social instalando um Centro de Dia,em instalações  provisórias,criou o Apoio Domiciliário e a Creche Jardim de Infância O Comboio nas instalações do 1º piso da Junta de Freguesia. Com a construção do novo Centro de Dia em instalações próprias de alta qualidade,hoje é possivel servir 3 refeições diárias a mais de 90 utentes,dar apoio domiciliário,fornecendo refeições,higiene pessoal e das moradias a cerca de 70 utentes,os mais necessitados 7 dias por semana,na creche Jardim de Infância tem capacidade para 50 crianças.Em colaboração com o Banco Alimentar contra a Fome,faz distribuição de alimentos e na Nova Loja Social fornece-se roupas e calçado,tudo orientado por um grupo de dirigentes sobre a Presidência de Luis Silva,a coordenação
      técnica das Drªs Lenia Machado,Patricia Capela,Educadora Isabel Vitoriano,nos serviços administrativos D. Isabel Silvestre e mais cerca de 40 funcionários que com elogiável dedicação servem os nossos idosos.Podemos afirmar que as Valências da Casa do Povo garantem que a triste palavra "fome"não existe nesta vila.
      Apesar da prioridade estar na Ação Social,não estão esquecidas as funções culturais e recreativas,como já referimos em anterior artigo nêste Blogue. Aos leitores que residam longe,no país ou estrangeiro,podem ter orgulho na vossa terra porque a palavra Solariedade está sempre presente. 
       Mas não é tudo,porque nêste momento estou em curso as diligências para construção de Lar de Idosos com 60 camas,que deve estar concluido em 2013.

      quinta-feira, 5 de maio de 2011

      Os Barrigotos

      Vou hoje escrever um pequeno artigo,por falta de tempo,mas ao comunicar com uma amiga que vive em França despedi-me como Barrigotos de Alvalade e vou esclarecer porque existe êsse titulo,segundo tenho ouvido dos mais antigos: Pela existência de valas e outras zonas pantanosas,no Verão os mosquitos provocavam uma doença que o povo chamava sezões porque provocava febres altas em dias alternados,creio a doença era malária. Para combater a terapia era comprimidos de quinino
      o qual fazia inchar a barriga das crianças,daí os Barrigotos de
      Alvalade,havia esta quadra popular
      Garvão terra de negros
      Messejana Gravidade
      Falar com cortesia
      Os Barrigotos de Alvalade

      Hoje ficamos por aqui.

      segunda-feira, 25 de abril de 2011

      Sociedade Recreativa Alvaladense II

      Vou agora referir novos pormenores  da Sociedade Recreativa,sobre Desporto e Recreio. No Desporto teve uma atividade importante na região,embora não houvessem torneios federativos. Dos jogadores lembro do G.redes Calapez,avô do atual treinador do Beira-Mar e ex-jogador do Boavista,Benfica e Sporting,Rui Bento,Cardinal Capela,Manuel Dias,Vargas,Chico Guerreiro,todos já falecidos,usavam,não sei porquê, os equipamentos do Olhanense,o Chico Guerreiro pelos amigos que tinha em Setubal trouxe aqui equipas do
      Vitoria,com Jaime Graça,internacional e outros,foi uma época
      muito dinamica,o campo era na margem direita do Sado,no
      Monte Porto Ferreira,nome que se dava á passagem no rio antes da Ponte dos Arcos.Quando o rio enchia só se passava no barco do Zé Peixeiro.Mais tarde o dono de Conqueiros cedeu o terreno,na margem esquerda do Rio
      onde ainda se vê o Campo de Jogos.Vou citar outras funções da coletividade,os jogos de mesa,além de Cartas também se jogava Gamão,Doninó e Damas com vários tabuleiros e bons praticantes,havendo torneios. No Bar a Snrª Prazeres,avó do Joaquim Prazeres e sua filha Mariana serviam o bom café de cafeteira,as máquinas ainda eram uma miragem.Mais tarde foi a Snrª Antonia Olimpia,mãi da Clarinha. Era o unico local de reunião e convivio da vila,com
      o Teatro Amador,Cinema por Ambulantes,Bailes,Telefonia para ouvir noticiarios,jogos diversos,hoje temos a Casa do Povo com o seu serviço Social tão valioso para a população carenciada,mas,sobretudo,no teatro amador é muito dificil,
      os jovens antigos,como eu,não tinhamos TV,Discotecas
      automoveis e outras tentações,era mais facil aderirem a uma coisa tão bela e educativa como o Teatro e a Declamação,coisas dos novos tempos que têm inovações tão importantes,espero que se continue a evoluir e enquanto
      puder aqui estou !

      quinta-feira, 21 de abril de 2011

      Sociedade Recreativa Alvaladense

      Como já prometi vou recordar para os mais idosos e informar os jovens da importancia desta colectividade numa época em que não havia outro local de reunião para divertimento,o Cinema só foi inaugurado em fins dos anos 50 e a Casa do Povo nos anos 60,isto no sec.XX.. Quando cheguei a Alvalade no inicio dos anos 30 localizava-se na Praça da Republica,onde hoje vive a D. Tomásia Ilhéu,aí conviviam os homens para os jogos de Bilhar e Cartas , bebiam os seus cálices,realizavam-se Bailes. Ainda nos fins da mesma década mudou para o local onde hoje existe o Crédito Agrícola. Na Sala  de Festas bastante ampla foi construido um Palco para actividades teatrais,por sorte estava como Chefe da  Estação dos C/ferro o Snr Monteiro,natural do Barreiro onde fez parte como actor amador e encenador de peças teatrais. Bastante culto e disciplinador formou um grupo que nas noites de inverno ensaiava peças e nos ensinava na arte da declamação,fiz parte do grupo,e ao longo da minha vida como apresentador de espectaculos e autarca,ao enfrentar o publico,notava quanto beneficiei com os ensinamentos do Chefe Monteiro na colocação da voz,nas pausas,na leitura de um texto,até no improviso.Lembro outras pessoas da época que fizeram parte do grupo,dos falecidos,os Irmãos Palma Bica,Augusto Protásio,Mariana do Nascimento,Delca e outros mais.Ainda vivos lembro a minha esposa e a D. Maria José Protásio. Faziamos as comédias de André Brun,os poemas de Augusto Gil,etc.. Fui dirigente da Sociedade quando os estatutos não permitiam por ser de menor idade,tinha só 18 anos,mas ao formar uma direcção foi convidado o Sr. Cabrita Cortes,pai do Dr Acácio,mas pôs a condição de eu também integrar como secretário. Assim tive a possibilidade de organizar excelentes Bailes com os melhores Acordeonistas algarvios,José Ferreira,Diamantino,da Orquestra de Azinheira dos Barros,Também,no Verão fiz as primeiras matinés dançantes com os discos de 78 rotações numa grafonola,com paso-dobles,marchas,valsas e tangos argentinos de Gardel,era a oportunidade das "moças" dançarem sem os olhares criticos das mães,que á noite iam sempre,mas à tarde facilitavam. Na sala ao fundo era o palco,os homens estavam no outro topo da sala onde uma barra de madeira,com entrada num lado e saida no outro ajudava á boa orientação,não havia pagamento de entradas,mas de vez em quando o tocador parava e era o chamado "cravanço" em que cada rapaz pagava vinte e cinco tostões. Nas musicas à inglesa eram as raparigas que iam convidar os rapazes. A luz eram Petromaxes que ás vezes se apagavam,para grande preocupação das mães. Um dia tive conhecimento que em Lisboa havia uma jovem acordeonista,coisa rara,contratei-a  e o Baile foi enorme êxito.Também começaram a vir os Cinemas ambulantes,um dia contratei de nossa conta e risco,sem acordo dos colegas de Direcção,o filme História de uma Cantadeira,com Amália e Virgilio Teixeira,foram duas noites de enchentes,ganhamos bastantes escudos,os colegas ficaram convencidos e talvez aí tivesse nascido um empresário apaixonado da sétima arte. Baseei as minhas informações nas actividades teatrais e festivas,mas a Sociedade era ponto de encontro,os mais velhos jogavam a Bisca e a Manilha,os mais novos o Bilhar,haviam bons jogadores,nunca  
      nos iamos deitar sem passar pela Sociedade. Anos depois uma má gestão levou tudo á ruina,mas,entretanto foi construida a Casa do Povo e Alvalade ficou bem servida.Entretanto por heranças o edíficio foi de minha propriedade onde instalei a Mecanica Alva-Sado e mais tarde cedi ao Crédito Agrícola.

      segunda-feira, 11 de abril de 2011

      PORQUE FUI AUTARCA



      Não quero maçar muito os meus amigos leitores e vou já dar a resposta:Pelo apoio massivo do
      Povo de Alvalade. Agora vou procurar sintetizar o mais possivel tudo o que passou até aí,fui para a escola da D. Inês aos 6 anos,quando aos 7 entrei na Primária já juntava as letras e lia todos os dias o jornal da época O SECULO no Posto da GNR onde residia,começa a Guerra Civil de Espanha,onde se relatavam atrocidades cometidas "sempre pelos outros".Mais tarde visitei o Alcazar de Toledo e o Vale dos Caidos simbolos do Franquismo,mas aos poucos ia sabendo a verdade,segue-se a Grande Guerra,a imprensa portuguesa só escrevia o que interessava aos fascistas,mas os caixeiros viajantes com quem convivia no comércio,traziam outras novidades.Na Sociedade Recreativa havia uma Telefonia onde os homens se juntavam e era eu com 13 ou 14 anos o unico que sabia captar Ondas Curtas,25 e 31 Mtrs onde se ouvia o Pessa na BBC,tive sempre e ainda hoje uma paixão pela Radio.Na loja onde estava vendiamos o jornal REPUBLICA que só nas fases de eleições podia dizer verdades,convivia todos os dias com o Snr.Alfredo Carvalho,grande democrata e avô do escritor Mário de Carvalho. Ouvia em minha casa as Radio Praga,Moscovo,Portugal Livre em Ondas Curtas,depois passei pela fase do Cinema e espetaculos,formei uma personalidade que todos conheciam. Chega o 25 de Abril !As autarquias tiveram de mudar. Em Santiago a Comissão Democrática organizou uma Eleição para a Comissão Administrativa da Camara,onde nas 5 freguesias mais importantes foram eleitos na mesma noite e na mesma hora,2 representantes de Santiago,José Pereira e Rosário do BNU,Ermidas,Manuel João,Abela,Antonio Simões,S.Domingos,Antonio Candeias,Cercal,Antonio Campos. Em Alvalade,no Salão Ginasio da Casa do Povo,cerca de 500 pessoas por voto secreto,como nas outras freguesias,elegeram o meu nome em 98% para representar a freguesia. Foi assim que desempenhei cargos que nunca tinha sonhado e em todos os bons e maus momentos que vivi nos 8 anos de "politica"sempre me lembrei do apoio massivo desta população que tão bem me apoiou.

      quarta-feira, 6 de abril de 2011

      ALVALADE-CURIOSIDADES ONOMASTICAS

      Considero curioso referir nomes e apelidos existentes nesta vila.Antes,porém quero lembrar que na vila onde nasci,na Sines antiga,quando não era o polo industrial,quási todas as familias eram conhecidas com apelidos,a minha era oficialmente Raposo,mas todos lhe chamavam Pio,porque o meu avô era Sacristão,mas também me lembro do Panito Mole e do Cabo de Esquadra,com familiares em Alvalade.
      Desde já peço a todos os nossos conterraneos que me perdoem de algo não agradar.Começo com
      máximo respeito pelos nomes seguintes:
          Jesus  Deus  Rosário  Cristo  Capela  Sacristão

          Mata Lobos  Zebra  Peru  Leão  Raposo  Gatos  Ovelheira  Lebres  Ganso  Pato  Batarda  
      Cordeiro,Da Vaca  Carochinho  Esquila  Carraça  Zorra  Aranha  Aranhuça  Rato  Guisado
      Azeiteiro  Galinha Coelho  Pardal  Bicha  e Bichos.

      Pernas  Pezinho  Barrigoto  Direitinho  Pata Larga  Cabeçana  Unha Grande  Carola Gordo
      Beicinho  Cebola  Nabo  Abobora  Batata  Peixeiro Pica Milho Beldroega   Papão

      Toucinho  Banha  Cachola  Padeiro  Malagueta  Feijão  Farinhas  Agua Mel e Pepino  

      Amarelheja  Almodovar  Panoias  Serpa  Vale das Eguas  Grandola  Vala de Zebro  Rio  de Moinhos  Messejana  Espinho  Marselha  Vale Vinagre  Sebe  Sapinha  Defesa  Bica Nova  
      Belga  Atalaia  Zambujal Palmela  Monte da Vinha  Almargens  Sapa  Abela  Sobral Meio Dia
      Olhalva  Pasmo  Quinta da Zorra,Retorta  Algareme  Caiadas  

      Ciclone  Faca Velha  Sambrana  Chemela  Samarrinha  Cordoeira  Botas  Segundo  Tinarim 
      Arraneira  Furo  Galhofa  Encarnada  Bonito  Albardeiro  Lameirão Sezinando  Canilho  Canocho
      Descalços  Escorrega  Escapa  Pinotas  Agua Morna  Quarenta  Pau ás Costas  Coppi  Caldeirinha
      Grilo  Casinha  Cocharra  Sena  Malavados  Grandão  Charroco  Ramusga Pilau  Palao  Caréus  
      Brinca ao Sol  Tarouco  Tarouquinho  Chico Isabel  Balcão  Capadas  Balhão  Escrivante  Urbanos
      Sim Senhora  Lavradoura e Lavradores.


          Concertina  Viola           Paquete  Popa


      Alguns destes apelidos foram oficializados pelos seus utentes,exemplo Cebola.  Tenho apenas a
      intenção de divulgar coisas com interesse. De todos que cito sei identificar as familias e fico á vossa disposição para prestar esclarecimentos através do meu endereço Jraposonobre@hotmail.com

      sábado, 26 de março de 2011

      ALVALADE-SECULOS XX E XXI EFEMERIDES

      1940 
      Inicio da construção da estrada para Ermidas

      17-01-42
      Inauguração da rede de telefones
      01-12-42
      Começou a trabalhar o 1º Carteiro

      1943
      Fundação da casa do povo
      13-01-45       
      Caiu um grande nevão

      06-03-49       
      Inauguração das Escolas Primárias

      1949           
      Abertura ao transito da Ponte do Roxo no Monte do Faial

      01-01-49      
      A maior cheia dos rios Sado e Campilhas

      1952         
      Abertura ao transito da Ponte dos Arcos

      31-5-53      
      Criação da freguesia de Ermidas,que pertencia à freguesia de Alvalade

      28-6-56       
      Inauguração do cinema

      26-1-58      
      Inauguração da Rede Electrica

      17-1-60       
      Inauguração do Abastecimento de Agua

      30-10-60     
      A Casa do Povo e a Diocese de Beja realizaram 52 casamentos de Alvaladenses que viviam em união

      1964         
      Foi inaugurado o Actual Edifício da Casa do Povo

      31-05-2003   
      Inauguração do Centro de Dia Da Casa do Povo

      10-2010     
      Aprovação pelo POPH da candidatura proposta pela Casa do Povo para o Lar de Idosos

      03-2011     
      Entrega pela Casa do Povo, na Câmara Municipal para aprovação,de todos os projectos para o Lar de Idosos

      sábado, 19 de março de 2011

      Novo Blog

      Que informar os meus leitores que estou a preparar a história que vivi na extinta Sociedade Recreativa Alvaladense,com atividades culturais,recreativas e desportivas e que marcou uma era desta vila.

      sexta-feira, 18 de março de 2011

      Desporto em Alvalade-Sec XX

      Vou falar hoje de três modalidades desportivas a que estive ligado.
      CICLISMO nos anos 50  disputou-se entre o largo da Republica (Jardim) e a Estação dos C/ferro  um circuito que atraia a Alvalade centenas de pessoas. Em conversa com o comerciante de Bicicletas Zé Rosinha e o Manuel Rita,pai do Padre Atalivio,resolvemos organizar êsse Circuito,convidando ciclistas e clubes da zona de Torres Vedras,onde haviam várias escolas da modalidade.Vinham as categorias de juniores e amadores federados,alguns que mais tarde foram vedetas na Volta a Portugal. De Alvalade corria o nosso amigo Copi,tinha bicicleta de corrida,usava equipamentos próprios,era um grande entusiasta do ciclismo. O Comércio local oferecia Taças e através de altifalantes fazia.se publicidade. Eram domingos de grande animação na vila.
      FUTEBOL Em 1968 fui Fundador do Futebol Clube Alvaladense com os Snrs Eng. Araujo,Manuel Lança e Sousa(Gerente da ECA). Ajudou-nos o Chefe Guerreiro,dos C/ferro que sendo barreirense conseguiu gratuitamente equipamentos e botas do Barreirense e que o nosso clube fôsse filial,daí a denominação que ainda hoje usa. Nessas épocas o clube disputava provas da Associação de Setubal,2ª distrital,deslocando-se para jogar á zona norte do distrito,Alcochete,Samouco,Lagameças e outras , nos domingos que recebia essas equipas,algumas trazendo autocarros com apoiantes,eram dias de grande movimento na vila que hoje recordamos com saudade.Foi na epoca em que veio jogar o Carlitos que por cá ficou,jogava na baliza o saudoso Chico da Luz,o Daniel e outros que vinham do Cercal,Aljustrel,etc. O clube tinha uma boa equipa.O treinador era o Manuel Rita,bons tempos.
      FUTSAL Esta modalidade que antigamente se chamava Futebol de Salão,ou de 5, começou em Alvalade na Esplanada do Cinema,tive essa iniciativa para ajudar o Clube. Vinham equipas das terras vizinhas,As entradas eram pagas e toda a receita revertia totalmente para o clube. A Luz e outras despesas eram de minha conta. Nesse tempo,aqui nesta zona alentejana,apenas em Santiago se disputavam provas,organizadas pelos Bombeiros Voluntários. Tudo terminou quando num jogo com S.Domingos houve uma briga com os adeptos dessa equipa devido a uma decisão do árbitro,o que hoje ainda acontece.Como a GNR estava presente,era obrigatória a sua presença em todos os espetaculos,tivemos de desistir.
      Este testemunho serve para que as novas gerações conheçam que Alvalade,teve antigamente bons espetáculos,de cinema e musicais,como já referi noutro blog,,também no campo do Desporto a nossa terra se evidenciou. Daqui vai um incentivo aos jovens para que o Alvalade Medieval seja uma referência positiva nêste Alentejo Litoral

      sexta-feira, 11 de março de 2011

      ALVALADE-ANOS 30 E 40 DO SEC XX

      Não pretendo com estes escritos fazer auto biografia,que não teria interesse,mas apenas contar o que me lembro do que assisti desde que cheguei a Alvalade. Nasci no Castelo de Sines,quartel da GNR onde meu pai era Comandante do Posto.Saira da sua terra,concelho de Mértola para fazer o serviço militar,ao terminar,ingressou na GNR,o unico futuro na terra de origem seria a agricultura,muito pobre na região,ou as Minas de S.Domingos. Casou com minha mãi,natural de Sines. A érpoca era dificil,estava a começar a era Salazarista,os meus tios eram operarios da construção civil ou da industria corticeira,Sines tinha então 30 fabricas de cortiça,hoje nenhuma.
      e faziam parte dos grupos que lutavam pelos seus legítimos direitos,o que se chocava com as autoridades que estavam ao serviço do Poder. Meu pai por questões de ética e humanismo pediu transferência para outro Posto e trocou com o colega que estava em Alvalade  que ficou feliz com a troca. Foi assim que em 1934,com 5 anos aqui cheguei. Alvalade era muito pobre,toda a população vivia da agricultura,no Inverno para mondar e ganhar 7 escudos de sol a sol iam a Daroeira,Conqueiros,Ameira e outros locais distantes,á noite compravam um páo que custava 3,3 escudos,1 decilitro de azeite e pediam na mercearia,onde eu trabalhava,que dessemos um rabo de bacalhau para dar gosto á açorda,mais 100 gr. de café,250 grms de açucar. Para o conduto para no outro dia levar para o trabalho 100 grms de atum de lata,ou um pequeno queijo,isto era o dia a dia,quando chovia,ou não havia trabalho,pedia-se fiado nas mercearias para pagar no Verão, na epoca das ceifas quando as jornas eram melhores,lembro de muitos homens que adoeceram a cavar vinha,com a tuberculose,doença da época. Nos campos grupos de homens a que chamavam Salteadores,mas que eram apenas pais a procurar comida para os filhos esfomeados,havia a "quadrilha do Zé Rato" e outras que roubavam Galinhas,Ovelhas e enchidos nas chaminés,estas eram as dificuldades que meu pai enfrentou . Esta area era procurada por êsses infelizes "Salteadores" porque no Monte Torre Vã a 10 Klm daqui o Lavrador compreendendo os motivos desses "Gatunos" dava-lhes alojamento nos seus palheiros e comida. A partir dos anos 50 a agricultura melhorou com a vinda dos Ribatejanos  para as culturas de regadio,arroz e milho. A partir dos anos 60 com a cultura do Tomate e a instalação da Orissul e da ECA começou a época a que chamei Anos de Ouro de Alvalade.

      quinta-feira, 3 de março de 2011

      FEIRAS,CIRCO E TEATRO

      As Feiras anuais tiveram nas primeiras decadas do século passado enorme importância. Eram oportunidades para os produtores de gado venderem as suas criações,as populações adquirirem produtos que não se encontravam á venda no comércio local,para o encontro de familiares e amigos,até para os jovens do sexo masculino perderem a virgindade,contraindo,por vezes doenças venereas,esta é uma verdade cruel que testemunhei pela amizade com os médicos da época.
      Nos ultimos anos tudo se alterou,novos sistemas comerciais,os produtores de gado vendem as suas criações por novos métodos que defendem higienicamente os consumidores,as grandes Feiras são hoje recintos de exposições de tudo o que é da região,com animação musical de grupos do foclore,ou de artistas conhecidos. Quero referir,voltando ás primeiras décadas do séculoXX,que no periodo de Inverno,quando não haviam Feiras,entre Dezembro e Abril os Circos e Companhias ambulantes de Teatro passavam êsses meses numa localidade,Alvalade recebeu nos anos 40 o Circo Cardinalli,propriedade do avô do atual diretor Vitor Hugo,armaram o Circo no local onde é hoje o Jardim,durante êsse tempo convivemos com a família,lembro-me muito bem do Pepe,ilusionista,que casou com a conhecida artista Anita Guerreiro,falecido há poucos anos e do pai do Vitor Hugo,além de outros artistas. Porém a melhor e mais importante recordação que tenho é do Teatro ambulante Munhoz dirigido pelo pai da melhor atriz viva do Teatro português,Eunice Munhoz,que aqui trabalhou quando ainda era muito jovem. Nasceu no Alentejo,creio que foi bem Moura,os pais andavam pelas Feiras com uma Barraca onde faziam peças de Teatro popular. Estiveram um Inverno em Alvalade,onde alugaram o Casão do Sabino na Rua Luis de Camões,montaram um palco improvisado onde vi A Dama das Camélias,As Pupilas do Senhor Reitor,etc. O meu pai como Comandante da GNR tinha bilhetes e não faltei,criando um gosto pelo eatro e mais tarde pelo Cinema  que ainda mantenho,vi a Eunice em várias peças no Teatro Nacional mas inesquecivel foi A MÃE CORAGEM,com Rui Carvalho e a Irene Cruz,tambem não esqueci Palmira Bastos em As Arvores Morrem de Pé,mas o mais importante é dar a conhecer aqueles que não viveram essas épocas que a grande Eunice viveu meses e trabalhou na nossa terra. Somos da mesma idade e sempre acompanhei a sua inigualável carreira no Teatro e no Cinema. Nas telenovelas não tenho seguido.

      quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

      CASA DO POVO DE ALVALADE

      ESTE BLOGGER  TAMBEM PRETENDE REFERIR A VIDA DE ALVALADE NA ATUALIDADE,FALAMOS HOJE DA CASA DO POVO,INSTITUIÇÃO EQUIPARADA A IPSS E QUE CONSTITUI IMPORTANTE AJUDA A TODOS OS DOENTES,IDOSOS E CARENCIADOS ATRAVES DAS SUAS VALENCIAS SOCIAIS.TAMBEM A CRECHE JARDIM DE INFANCIA ,O COMBOIO,RECEBE CRIANÇAS DESDE O BERÇO ATÉ OS 5 ANOS. HOJE,VAMOS APENAS CITAR A CASA MÃE.
            FUNDADA EM 1943 EM EDIFICIO ALUGADO,TINHA APENAS UM ESCRITORIO
      SÓ EM 1964 FOI INAUGURADA A ATUAL SEDE COM UMA ARQUITETURA QUE NÃO ESTA DE ACORDO COM A ZONA HISTORICA ONDE SE INTEGRA.FOI CONSTRUIDO EDIFICIO DE 2 PISOS GRAÇAS A INFLUENCIA POLITICA DOS DIRIGENTES,PORQUE EM VILAS QUE NÃO ERAM SEDES DE CONCELHO TODAS ERAM DE  R/CHÃO. DESDE ENTÃO TEM BENEFICIADO DE MELHORAMENTOS,O ULTIMO HÁ 2 ANOS QUE DOTOU A SEDE DE EXCELENTES CONDIÇÕES.DISPÕE NO 2º PISO DUMA AMPLA SALA DE ESPECTACULOS E OUTRAS ATIVIDADES,UM GINASIO E MODERNAS INSTALAÇÕES SANITARIAS,ALEM DE GABINETES DE APOIO. NO 1º PISO,TODA A ALA NASCENTE ESTA DESDE HA MUITOS ANOS CEDIDA AO MINISTERIO DA SAUDE,ONDE FUNCIONA O POSTO MEDICO,COM 6 DIVISÕES,MAIS UMA SALA CEDIDA A SEGURANÇA SOCIAL PARA ATENDIMENTO PUBLICO.A CASA DO POVO TEM BAR,SALA DE CONVIVIO PARA SOCIOS COM 2 BILHARES E TV-PLASMA,SALA DE COMPUTADORES,GABINETE DA DIREÇÃO E MODERNOS SANITÁRIOS  NA FRENTE DO EDIFICIO UMA ESPLANADA COM APOIO DO BAR E TOLDOS,TODA A ALA NASCENTE CONSTITUI ESPLANADA PARA ATIVIDADES LUDICAS,BAILES,FESTAS DOS SANTOS POPULARES E RESTAURANTE DURANTE A FEIRA MEDIEVAL. A PROGRAMAÇÃO ANUAL PREVE  COMEMORAÇÃO DE DATAS FESTIVAS  E OUTRAS DE INTERESSE SOCIAL UMA CASA DO POVO QUE HONRA TODOS OS ALVALADENSES . 

      quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

      História de Amor

      Sempre admirei as obras de William Shakespeare e tive
      o prazer de visitar a casa onde nasceu e viveu numa linda
      cidade,perto de Londres,Stralford-Avon que o Turismo
      inglês conserva.Em Italia,fui a Verona,cidade de Romeu e Julieta,onde todos os dias   loura e  linda jovem está numa
      varanda,com uma escada improvisada para  a rua,coisas do turismo italiano,para recordar a bela Historia de Amor com fim trágico como foram os amores de Pedro e Inês,mas hoje quero recordar uma história muito bela,com fim feliz vivida na nossa Alvalade e que muitos ignoram. No reinado do nosso Rei D. Carlos dois jovens apaixonaram-se num amor capaz de superar todas as dificuldades,tal como conta Shakespeare, por diversas razões era um amor impossível na vida faustosa da Corte,com todas as benesses e regalias,mas o forte Amor levou que esse jovem e essa bela rapariga,descendente da nobreza que imperava na Corte,trocassem tudo por uma vida simples e dificil num local isolado dêste país, Alvalade teve a felicidade de acolher êsse belo casal.  Não havia c/ferro que só chegaria em 1914,nem estradas,apenas veredas e caminhos rurais,telefone,já então inventado por Bell,só foi ligado nos anos 40. Era o local ideal para quem,prescindindo das mordomias da Corte apenas queria viver o seu Amor,porém, na vila,antiga sede de concelho haviam bastantes carências  O jovem apaixonado com altos níveis culturais em vários campos pôs a sua elevada competência ao serviço do Povo,a jovem com conhecimentos médicos e de enfermagem foi de extrema dedicação para  ajudar os pobres e doentes,sobretudo no tempo da pandemia em 1919 e 1920,onde raras foram as  casas onde não houveram mortes,eram gripes com bastante contágio e dificuldade de tratamento,os antibióticos só seriam inventados anos depois.Uma das faculdades do jovem eram os conhecimentos da Musica,tendo criado uma Escola e formado uma Banda nos anos 30. Este casal foi um feliz raio de Sol que durante muitos anos iluminou a nossa vila e cuja recordação ainda perdura nas memórias dos que os conheceram. Eu tive essa felicidade.Obrigado ao Amor impossível que trouxe para esta terra,no tempo ignorada,dois jovens que tanto de importantes foram para Alvalade.
      Esta foi a História de Amor Feliz,Romeu e Julieta,Pedro e Inês,uma  ficticia,outra real são os amores trágicos.
      Para não ferir sensibilidades a nossa história,verídica não cita nomes nem profissões,destina-se a recordar e agradecer,onde estiverem as personagens perdoam e certamente agradecem quem não os esqueceu




      sábado, 12 de fevereiro de 2011

      EGIPTO

      Este blogger pretende, modestamente, relatar factos que conheci nos longos anos em que vivo nesta acolhedora vila,mas,abro uma excepção para dedicar breves palavras ao Povo egipcio que finalmente se livrou dum Ditador implacável .Estas pessoas que estão muito tempo no Poder,como sucedeu com Salazar e Franco,consideram-se Deuses insubstítuiveis exercendo a violência sobre todos os que se revoltam contra a corrupção que sempre acontece nesses regimes. Sempre tive o desejo de visitar as Pirâmides e navegar no Nilo,mas um amigo que lá esteve desaconselhou-me porque sentiu dificuldades. Espero que o pais encontre a Paz e a Liberdade e que ainda possa ter vida e saúde para conhecer os maravilhosos locais que o Cinema tem mostrado,lembram-se do filme CLEOPATRA ?  JRN

      sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

      As cheias do Sado e as Pontes

      Antes da construção da Barragem da Rocha  que corrigiu os caudais do Rio Sado,eram frequentes as cheias do rio que inundavam totalmente as Varzeas e quando coincidia com cheias da Ribeira de Campilhas,afluente que desauga perto de Alvalade,as cheias eram de grande dimensão. O primeiro taxi que houve em Alvalade,no Inverno estacionava na margem direita do rio,monte Porto Beja e as pessoas passavam o rio na barca do Zé Peixeiro para puderem sair,muitas vezes por motivos de doença. Nos anos 40 do sec XX a Junta Autonoma das Estradas,pela sua divisão de Pontes,mandou elaborar o projeto de Ponte no Sado e viaduto sobre a linha ferrea para a  entrada da vila ser a que hoje existe,antes era pela rua do Posto da GNR. Os tecnicos vieram visitar o local e projetaram a Ponte dos Arcos e o Viaduto,ficando ligados por um aterro na Varzea,as pessoas da população alertaram para o problema das cheias,mas com a sua sabedoria os senhores não acreditaram que aquele riacho pudesse criar dificuldades quando das cheias. Por coincidencia,um dos srs engenheiros de nome Sabino era irmão da snrª  professora D Judite,esposa do meu saudoso amigo Chico Guerreiro. No Inverno seguinte houve uma das maiores cheias que conheci. O amigo Guerreiro pediu-me para fazer fotografias focando uma oliveira na horta do Antonio Costa,junto da via ferrea para que os srs engenheiros vissem os limites que a cheia atingia. Ao verem as fotos vieram imediatamente ao local e constataram que o aterro entre a Ponte e o Viaduto do C/ferro iria provocar a inundação da via ferrea e da Estação porque o grande volume de aguas não caberia pela Ponte dos Arcos,foi então decidido alterar o projeto e construir o Viaduto da Varzea que hoje existe. Voltando as cheias,eram realmente espetaculares,invadiam o Lavadouro publico e toda a Varzea era um enorme lago,a população ia para os pontos mais altos para desfrutar a paisagem,os agricultores,embora por vezes tivessem prejuizos,diziam que as natas de lama que as aguas transportavam beneficiavam as terras nas futuras culturas,tambem era frequente as aguas trazerem troncos de arvores derrubadas pela força da corrente. Como digo no inicio,depois da Barragem já raramente o Sado sai do seu leito mesmo na péssima situação em que encontra,sendo necessario que Ministerio do Ambiente lhe preste atenção. Depois de tantos anos é reconfortante lembrar que demos uma modesta contribuição  para corrigir um erro que poderia ter graves consequencias porque os Srs Engenheiros que vinham dos seus gabinetes em Lisboa não acreditavam na população,só uma simples foto os fez emendar  o tremendo erro que seria um aterro naquele local.